As escaras podem afetar pessoas que passam muito tempo em uma posição, por exemplo, por causa de paralisia, doença, velhice ou fragilidade. Também conhecido como úlcera de pressão, a escara pode acontecer quando há fricção ou pressão não aliviada em uma parte do corpo.

As pessoas que não conseguem fazer movimentos pequenos correm o risco de feridas de pressão. As feridas podem afetar qualquer parte do corpo, mas as áreas ósseas ao redor dos cotovelos, joelhos, calcanhares, cóccix e tornozelos são mais suscetíveis. São problemas tratáveis, mas, se o tratamento chegar tarde demais, podem levar a complicações fatais.

Feridas de pressão, úlceras de pressão ou escaras comumente afetam pessoas que não conseguem se mover facilmente. Eles são mais propensos a afetar as partes ósseas do corpo. As feridas se desenvolvem em etapas. Identificá-los na fase inicial permite o tratamento e reduz o risco de complicações. Movimentar os pacientes com frequência é fundamental para evitar úlceras de pressão.

Como curar escaras rapidamente?

Tratar úlceras de pressão não é fácil. É improvável que uma ferida aberta se cure rapidamente. Mesmo quando a cura ocorre, pode ser inconsistente, por causa do dano à pele e outros tecidos.

Úlceras de pressão menos severas geralmente curam dentro de algumas semanas com tratamento adequado, mas feridas graves podem precisar de cirurgia.

Os seguintes passos devem ser tomados:

Remova a pressão da ferida, movendo o paciente ou usando almofadas de espuma ou travesseiros para sustentar partes do corpo.

Limpe a ferida: feridas menores podem ser lavadas com água e sabão neutro. As feridas abertas precisam ser limpas com uma solução salina cada vez que o curativo é trocado.

Controle a incontinência, tanto quanto possível.

Remover tecido morto: Uma ferida não cicatriza bem se houver tecido morto ou infectado, portanto, o desbridamento é necessário.

Aplicar curativos: protegem a ferida e aceleram a cicatrização. Alguns pensos ajudam a prevenir a infecção dissolvendo o tecido morto.

Uma boa alimentação pode ajudar muito na aceleração da cicatrização de escaras.

Pomada para tratamento de escaras

Pela seriedade do problema, não recomendamos pomadas caseiras para escaras. A única solução como pomada são antibióticos orais ou creme antibiótico: Estes podem ajudar a tratar uma infecção. As pomadas antibióticas deve ser aplicadas após a limpeza das escaras para melhores resultados.

Pomadas de hidratação e gel como o aloe vera podem ajudar a proteger a pele, mas não substituem a movimentação e higiene do idoso para evitar escaras.

Nos estágios iniciais, as pessoas podem tratar úlceras em casa, mas as úlceras mais severas precisarão ser cuidadas por um profissional de saúde.

Tratamento para escaras

Só pomadas não adiantam para tratar as escaras. É importante tomar mais precauções para evitar os problemas. (Foto: Reader’s Digest)

Terapia de ferida por pressão negativa

Também conhecido como terapia assistida por vácuo, este procedimento envolve a fixação de um tubo de sucção à escara. O tubo retira a umidade da úlcera, melhorando drasticamente o tempo de cicatrização e reduzindo o risco de infecção. As feridas cicatrizam dentro de 6 semanas pela metade do custo da cirurgia.

Cirurgia para escaras

Algumas escaras podem se tornar tão graves que a intervenção cirúrgica é necessária. A cirurgia visa limpar a ferida, tratar ou prevenir a infecção, reduzir a perda de líquidos e diminuir o risco de complicações posteriores.

Uma almofada de músculo, pele ou outro tecido do corpo do paciente é usada para cobrir a ferida e amortecer o osso afetado. Isso é conhecido como reconstrução de retalhos.

Estágios das escaras

As úlceras de pressão desenvolvem-se em quatro etapas.

A pele ficará vermelha e quente ao toque. Pode começar como uma coceira.

Pode haver uma ferida aberta dolorosa ou uma bolha, com a pele descolorida ao redor.

Uma aparência de cratera se desenvolve, devido a danos nos tecidos abaixo da superfície da pele.

Danos severos à pele e tecidos, possivelmente com infecção. Músculos, ossos e tendões podem estar visíveis.

Uma ferida infectada leva mais tempo para cicatrizar, e a infecção pode se espalhar em outras partes do corpo.

Você já teve que cuidar de escaras? Como foi o tratamento? Qual foi a causa das escaras?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)