Uma procuração é um documento legal que é usado para dar autoridade legal a outra pessoa (como um parente ou amigo) para tomar decisões ou fazer certas coisas em seu nome. A pessoa que assina a Procuração (desiste da autoridade) é chamada de Diretora, e a pessoa que recebe a autoridade é chamada de Agente ou Procurador. Há muitas razões pelas quais alguém pode decidir fazer uma procuração, como doença, invalidez ou casos em que o diretor está viajando e não pode estar presente para assinar formulários legais. Uma Procuração não significa necessariamente que o Diretor não pode mais tomar decisões – significa apenas que outra pessoa pode agir também por elas. O Diretor pode revogar a autoridade do Agente a qualquer momento se ele não estiver satisfeito com o desempenho do Agente.

Tipos de procuração

Exemplos comuns de poderes concedidos a um agente incluem o seguinte:

  • Gerenciar seu dinheiro, contas bancárias e cofres
  • Vender, hipotecar e gerenciar sua propriedade
  • Entrar em contratos em seu nome, liquidando disputas
  • Apresentar declarações de impostos e lidar com benefícios do governo, como a aposentadoria
  • Manutenção de interesses comerciais
  • Planejar sua propriedade e presentes financeiros

Como o Agente tem um trabalho importante, muitas vezes há uma cláusula adicional em uma Procuração para nomear um segundo Agente, caso o primeiro Agente não queira ou não possa desempenhar suas funções. Essa pessoa é chamada de agente sucessor.

Existem vários subtipos de Procuração. Um tipo de Procuração de Cuidados de Saúde é usado para especificar quem tomará decisões de cuidados de saúde para o diretor se este ficar incapacitado. Uma Procuração pode ser Geral (permitindo que o Agente atue em muitas situações) ou Específica (limitando o poder do Agente a algumas áreas específicas).

O calendário de uma Procuração Geral ou Específica também pode ser ajustado. Uma procuração não duradoura entra em vigor imediatamente e permanece em vigor até que o diretor a revogue ou se torne incompetente ou morra. Esse tipo de documento é frequentemente usado para uma transação específica. Uma Procuração Duradoura permite que o Agente aja para o diretor mesmo depois que o Diretor não for mentalmente competente ou fisicamente capaz de tomar decisões. Este documento também pode entrar em vigor imediatamente e também pode ser revogado pelo Diretor ou no momento da morte do Diretor. Finalmente, uma Procuração de Procuração é concebida para se tornar efetiva somente após a ocorrência de um determinado evento escolhido pelo Diretor (como doença ou incapacidade). Muitas vezes, este documento depende da avaliação do Diretor por um médico de que ele não é mais competente para lidar com assuntos financeiros. Este documento pode ser revogado por um tribunal, ou pela morte do diretor.

Procuração

Faça a procuração do INSS corretamente para que o benefício possa ser sacado por um representante. (Foto: pixabay.com)

Procuração do INSS para aposentadoria

Uma procuração para o INSS deve seguir o modelo disponível no site da instituição. Usando este, como uma procuração particular, é preciso apresentar documento de identificação original ou cópia autenticada, tanto do agente e do diretor com a assinatura igual a do documento. Pode ser usada uma procuração pública elaborada e registrada em Cartório, dotada de fé pública, expedida para qualquer cidadão e obrigatória para quando uma das partes for analfabeta ou impossibilitada de assinar.

Com esse documento em mãos, bastará agendar o atendimento no INSS para pegar a autorização para o recebimento do benefício do INSS.

Nota sobre a procuração para representar no INSS

Depois de decidir qual tipo de procuração você deseja criar, você precisará obter o documento devidamente assinado. O diretor deve ser mentalmente competente no momento da assinatura (assim ele ou ela pode realmente entender os poderes dispensados), e uma avaliação médica deve ocorrer se houver qualquer dúvida sobre a competência do diretor. Além disso, o documento também deve ser autenticado. A notarização ajuda a garantir que as partes apropriadas assinem o documento e que cada parte entenda as implicações da assinatura. Também acrescenta validade ao documento, caso alguém deseje contestá-lo.

Ficou alguma dúvida? Deixe nos comentários suas perguntas para que possamos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)