O negócio das vitaminas e suplementos está crescendo no mundo, com todos os países gastando bilhões a cada ano em vitaminas e suplementos alimentares, muitas vezes sem sequer precisarem. Idosos, em particular, são grandes consumidores. Muitos são aqueles tomam suplementos vitamínicos.

Embora as vitaminas possam ser benéficas, há poucas evidências de que possam realmente prevenir doenças crônicas. É difícil definir de forma conclusiva as razões para a dependência de vitaminas, mas uma visita a qualquer farmácia mostra que vários suplementos são comercializados para idosos. Mas o que os profissionais dizem sobre o assunto?

Suplemento alimentar para idoso e a opinião dos profissionais

Muitos idosos costumam levar anúncios ou informações de algum produto que eles estão procurando, divulgando algum tipo de benefício, para seus profissionais médicos. O que os profissionais dizem é que produtos vitamínicos podem ser um complemento útil para a saúde geral, mas os idosos devem estar conscientes de que essas pílulas são apenas suplementos e não uma cura milagrosa.

Definitivamente, há uma ênfase no marketing para os idosos, e isso deve ser discutido de maneira aberta com os pacientes. Os anunciantes tentam alavancar muitos dos medos comuns que os adultos mais velhos tem sobre o declínio da memória à medida que envelhecem. Há também publicidade sobre como melhorar a mobilidade, reduzir a dor e melhorar a capacidade de uma pessoa de manter a independência funcional ao caminhar. Essas parecem ser as principais áreas em que tenho a tendência de pedir informações sobre os suplementos vitamínicos.

As razões certas par ao uso de complemento alimentar para idosos

Os pacientes que estão interessados ​​em tomar suplementos tendem a ter a atitude correta. Eles querem priorizar sua saúde e tomar medidas proativas para manter sua qualidade de vida. Mas é importante enfatizar que os suplementos vitamínicos geralmente não são o melhor, ou o único meio de melhorar a saúde.

Um exemplo perfeito está relacionado à função cognitiva. Muitos pacientes terão preocupações sobre querer evitar o declínio de memória, então deve ser enfatizado as coisas que eles já estão fazendo para ajudar a mitigar isso, como a prática de exercícios físicos, perda de peso, e outros. Um bom médico também deve tranquilizá-los, e eles podem ter testes de memória para eliminar preocupações.

Outra parte do processo de educação inclui a quebra de compostos individuais dentro de suplementos vitamínicos e a recomendação de uma abordagem mais direcionada que reduz o número de suplementos estranhos que uma pessoa toma. Muitas vezes médicos se surpreendem com o número de pacientes que estão tomando medicamentos prescritos, além desses suplementos vitamínicos não prescritos, então, às vezes, o geriatra deve enfatizar que eles podem reduzir o fardo das pílulas concentrando-se nos remédios que realmente trazem um benefício.

Suplementos para idosos

Entenda os suplementos alimentares para idosos e veja se eles são realmente necessários para uma vida saudável. (Foto: National Institute on Aging)

Benefícios ou danos em um suplemento nutricional para idoso

Enquanto multivitaminas, tomadas como recomendado, tendem a ser seguras, existem fatores complicadores com algumas vitaminas, particularmente quando se trata de adultos mais velhos ou quando alguém toma muito de um suplemento específico. Como todos os outros problemas de saúde, a melhor prática para os pacientes é conversar com seus médicos.

Existem níveis de vitamina que profissionais vão verificar periodicamente. Muitos daqueles que podem ser monitorados quanto à toxicidade, e se estiver indo em direção a um intervalo em que poderia estar ficando tóxico, ou ao nível mais alto do normal, então é aconselhado aos pacientes a considerar o corte dos suplementos ou medicamentos.

Alguns dos componentes encontrados em suplementos vitamínicos, ou até mesmo dentro das cápsulas de gel que os contem, podem causar náusea, afetar o apetite e causar perda de peso. Apesar dessas possíveis desvantagens, os regimes vitamínicos direcionados ainda podem ser úteis.

Muitos idosos têm baixos níveis de ferro, e suplementos que incluem ferro podem ajudar a mitigar possíveis deficiências. Uma abordagem geral de manutenção da saúde seria a de que você pode usar qualquer multivitamínico que contenha ferro diariamente, e provavelmente ficará bom. Mas muitos desses níveis de dosagem estão em uma dose diária recomendada que é apropriada. Não há riscos ou riscos significativos em termos de se aproveitar muito de algo, se eles usarem apenas o valor recomendado, em vez de super dosagens.

As expectativas para suplementos nutricionais para idosos

Como observado, os suplementos vitamínicos não são inerentemente prejudiciais, e podem até mesmo fornecer ao corpo compostos que lhes faltam. Mas é importante que as pessoas percebam que os suplementos não são medicamentos milagrosos e devem ser vistos como o que são: suplementos a um estilo de vida saudável.

Do ponto de vista do médico, o objetivo é realmente tentar apoiar os pacientes em comportamentos saudáveis. Só é importante equilibrar as metas que os pacientes tem com o que é realmente prático e o que realmente confirma as evidências e os dados. Por isso,médicos tentam fornecer essa educação e informar os pacientes para que eles tomem decisões fundamentadas, em vez de se exporem ao que é popular ou a algum anúncio que tenha sido desenvolvido para lidar com suas vulnerabilidades e inseguranças.

Como vocês consomem suplementos? Quais suplementos utiliza e por que?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)