Suor, pressão, náusea, dor na mandíbula. Acredite ou não, todos esses são sintomas de um infarto. Eles também são sintomas que as mulheres e idosos, dois grupos em maior risco de infarto, geralmente ignoram como gripe, estresse ou simplesmente se sentindo sob o tempo – o que poderia colocar suas vidas em risco.

Seja descrença, falta de consciência ou diagnóstico incorreto, descartar os sintomas de um infarto pode atrasar ações críticas e que salvam vidas. Ser capaz de reconhecer os sinais de alerta e agir rapidamente, no entanto, pode salvar uma vida.

Causas de um infarto

Os infartos ocorrem quando o fluxo de sangue para o coração é bloqueado pelo acúmulo de placa nas artérias coronárias. Embora a causa inicial possa muitas vezes ser atribuída aos suspeitos normais, como fumantes pesados, pessoas com estilos de vida estressantes ou com excesso de peso, os suspeitos não tão comuns também podem estar em alto risco de ataque cardíaco.

A doença cardíaca é a principal causa de morte de mulheres e idosos, razão pela qual é imperativo que esses dois grupos aprendam os sinais e sintomas de alerta, consultem um médico regularmente e conheçam o histórico familiar.

Quais os sintomas do infarto?

Pressão desconfortável, compressão, sensação de estar cheio ou dor no centro do peito, que dura mais de alguns minutos, ou desaparece e volta.

Dor ou desconforto em um ou ambos os braços, costas, pescoço, mandíbula ou estômago.

Falta de ar, com ou sem desconforto no peito.

Outros sinais como suor frio, náusea ou tontura.

Tal como acontece com os homens, o sintoma de infarto mais comum em mulheres é dor ou desconforto no peito. Mas é importante observar que as mulheres têm mais probabilidade de experimentar outros sintomas comuns, principalmente falta de ar, náusea / vômito e dores nas costas ou na mandíbula.

Sintomas de infarto

O infarto mostra sintomas bem antes de acontecer, e entender tais sintomas vai te ajudar a evitar um problema grave. (Foto: CNBC.com)

O que fazer durante um infarto?

Se você tiver algum destes sinais ou sintomas:

Não espere para pedir ajuda. Disque 192, siga as instruções do operador e chegue ao hospital imediatamente.

Não dirija a si mesmo ou alguém o leve ao hospital, a menos que você não tenha outra escolha.

Tente ficar o mais calmo possível e respire fundo e lentamente enquanto espera pelos atendentes de emergência.

Por que é importante conhecer os sintomas de um infarto?

As mulheres e idosos que se consideram saudáveis ​​geralmente diagnosticam erroneamente os sintomas de um infarto porque não acham que isso poderia acontecer com eles. É por isso que é crucial aprender sobre doenças cardíacas e derrames, conhecer seus números, viver um estilo de vida saudável para o coração e estar ciente dos fatores de risco de doenças cardíacas.

Você já teve um infarto ou princípio de infarto?

Quem já teve um princípio de infarto diagnosticado ou já infartou, o risco é ainda maior. O risco de um infarto fulminante pode ser consideravelmente reduzido com mudanças nos hábitos, como a adoção de uma alimentação saudável, redução no peso, parar de fumar e a prática de exercícios físicos.

É importante lembrar que, em um primeiro momento, a mudança de hábitos pode ser muito difícil. Mas a persistência e o apoio de amigos, familiares e profissionais de saúde é essencial nesse momento.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)