Pernas arqueadas, de alicate ou cambota é um termo usado para descrever o termo médico genu varum, o que significa que os joelhos caem fora da linha média das pernas. Esta é uma condição muito comum em crianças pequenas e com idade máxima de 18 meses. A aparência curvada das pernas pode estar relacionada ao crescimento rápido, idade precoce da caminhada e/ou outros fatores como doenças ósseas. A maioria dos genu varum é o que chamamos de fisiológico, o que significa que ele se resolverá por si próprio e não precisará de tratamento.

O que causa perna cambota?

As pernas curvadas podem ser causadas por curvatura real da perna ou por uma torção na parte inferior da perna, dando a aparência da perna curvada. Após um exame cuidadoso das pernas, seu médico pode descrever o que está acontecendo com suas pernas ou de seu filho. No caso em que a perna é torcida (também chamada de torção tibial interna), recomenda-se a observação, pois isso muitas vezes se resolve por conta própria à medida que a pessoa envelhece. Não recomendamos sapatos ou tiras especiais para isso, pois eles não demonstraram fazer a diferença de acordo com as pesquisas.

Pernas arqueadas são um problema?

A doença de Blount é uma condição relacionada ao genu varum que pode ser um problema que requer tratamento. Pode ocorrer em crianças e adolescentes. É o resultado de um crescimento anormal na parte superior do osso da canela (tíbia). Em uma criança com menos de 2 anos de idade, pode ser impossível distinguir a doença de Blount infantil do genu varum fisiológico.

Aos 2 anos e meio de idade, no entanto, o arco progressivo se desenvolve, e um problema óbvio pode ser visto com freqüência nos raios-x. Ao contrário do genu varum fisiológico, a doença de Blount exige tratamento para que ocorra melhora.

Muitos adultos podem buscar o tratamento para estes problemas, e terem dificuldade em encontrar soluções que não sejam cirúrgicas.

Pernas tortas

A perna torta, de alicate ou cambota pode ser devidamente tratada e até curada com os procedimentos corretos. (Foto: divulgação)

Quais são as opções de tratamento para perna torta?

Como a maioria dos genu varum se resolve sozinha aos 2 anos e meio de idade, os raios X e o tratamento geralmente não são necessários antes disso. Se a criança continuar com as pernas inclinadas após 2 anos e meio ou apenas uma perna parecer melhorar, serão realizadas radiografias. No caso de haver um problema observado nas radiografias, seu médico discutirá as opções de tratamento que podem incluir órtese e/ou cirurgia. Esta última pode ser a única opção para um adulto que tenha as pernas arqueadas ou tortas.

Fisioterapia, Pilates, e RPG são frequentemente usados em tratamentos para as pernas tortas, buscando uma solução gradual para o problema.

Sintomas de genu varum

Geralmente, há pouco ou nenhum efeito na capacidade de caminhar por pessoas com genu varum. As crianças geralmente não apresentam sintomas, enquanto os adultos podem sentir algum desconforto do lado de fora dos joelhos. Se não tratada, no entanto, o estresse e o desgaste irregulares dos joelhos geralmente levam ao início precoce da artrite. Visualmente, as pernas daqueles com genu varum são dobradas para fora.

Causas e fatores de risco

A causa mais comum de genu varum é o raquitismo ou qualquer condição que impeça a formação adequada dos ossos. Problemas esqueléticos, infecções e tumores podem afetar o crescimento da perna, o que pode fazer com que uma perna se curve. A artrite, se afeta mais o interior do joelho do que o exterior, pode levar a pernas inclinadas, assim como uma fratura que não cicatriza adequadamente. Algumas profissões, como os jóqueis, podem levar a pernas tortas, assim como traumas físicos.

Diagnóstico das pernas tortas

Um exame físico e um raio-X são usados ​​para confirmar o diagnóstico de genu varum, bem como para determinar a condição dos ossos e articulações. Um dispositivo chamado goniômetro é usado para medir o grau de curvatura anormal.

Esperamos não ter deixado quaisquer dúvidas. Se você tiver alguma pergunta, deixe nos comentários e iremos ajudar.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)