Um esporão ósseo, conhecido também como bico de papagaio, é uma conseqüência do osso que pode ocorrer ao longo das bordas de um osso. É também chamado de osteófito. Os esporões ósseos podem se formar em qualquer osso, mas são mais comumente encontrados nas articulações, onde dois ou mais ossos se unem. Eles também ocorrem onde músculos, ligamentos ou tendões se ligam ao osso.

Algumas das partes mais comuns do corpo afetadas por esporões ósseos são o pescoço (coluna cervical), região lombar (coluna lombar), ombro, quadril, joelho e calcanhar. Outras áreas também podem ser afetadas, incluindo a articulação temporomandibular (ATM), mãos, punhos e pés (a parte superior do pé, o arco do pé ou os dedos do pé).

O que causa um bico de papagaio?

Os esporões ósseos ocorrem tipicamente por causa do estresse contínuo ou da fricção de um osso por um período prolongado de tempo. Isso pode ser devido a osteoartrite ou inflamação, como tendinite. Normalmente, há uma camada de cartilagem ao longo das bordas dos ossos, onde eles se juntam para formar uma articulação. Com a osteoartrite, essa camada de cartilagem é desgastada e os ossos podem se esfregar diretamente um no outro. Novas formas ósseas em resposta ao estresse ou inflamação. É o método do osso de tentar se estabilizar ou se proteger.

Existem outras condições médicas que são comumente associadas a esporões ósseos. Estes incluem uma condição conhecida como fascite plantar. Esta é uma inflamação da fáscia ou tecido conjuntivo na parte inferior do pé, onde se liga ao osso do calcanhar ou calcâneo. A hiperostose esquelética idiopática difusa e a espondilite anquilosante são ambas desordens inflamatórias que afetam os ligamentos do corpo e causam esporões ósseos na coluna.

Quais são os fatores de risco para a doença bico de papagaio?

Fatores de risco para osteófitos incluem trauma em uma articulação. Um acidente que prejudica uma articulação aumenta a probabilidade de ocorrência de osteoartrite e esporão ósseo nessa articulação mais tarde na vida. Além disso, o uso excessivo de uma articulação ou tendão pode predispor um para esporões ósseos.

A genética também é um fator de risco para o desenvolvimento de esporões ósseos. Pessoas com muitos membros da família com esporões ósseos têm maior probabilidade de desenvolver esporões ósseos.

As condições de espondilite anquilosante e hiperostose esquelética idiopática difusa colocam uma pessoa com alto risco de desenvolver esporões ósseos na coluna.

Diabetes é um fator de risco para o desenvolvimento de esporões ósseos e osteoartrite. A conexão exata entre estes é desconhecida.

Bico de papagaio

O bico de papagaio pode ser tratado e melhorado, ajudando a proporcionar uma qualidade de vida muito melhor para os indivíduos. (Foto: Spring Loaded Technology)

Quais são os sinais e sintomas de um esporão ósseo?

Os esporões ósseos nem sempre causam sintomas. Muitas pessoas têm esporões ósseos, mas não sabem disso. No entanto, se esporões ósseos se esfregam contra outros ossos ou tecidos moles próximos, podem causar dor ou perda do movimento normal de uma articulação. Isso é mais comum nos quadris, joelhos, ombros, mãos e pés.

Se o osso se espichar contra tendões ou ligamentos, eles podem causar dor ou um rasgo. Esta é uma complicação comum no ombro e pode levar a uma ruptura do manguito rotador.

Se esporões ósseos ocorrem na coluna, eles podem causar dor e perda de movimento, mas eles também podem beliscar os nervos ou a medula espinhal. Quando os nervos da coluna são comprimidos, é conhecida como radiculopatia. Pode causar dor, dormência, formigamento ou fraqueza nos braços ou pernas. Se a medula espinhal é comprimida, é chamada mielopatia. Isso pode causar problemas de equilíbrio, fraqueza e dor.

Quando alguém deve procurar assistência médica para o bico de papagaio?

Se você está tendo problemas com o aumento da dor nas articulações ou perda de movimento, você pode ter esporões ósseos. Outras condições também podem causar esses sintomas. Se esses sintomas causarem dor persistente significativa, você deve procurar atendimento médico para que seja avaliado.

Quais especialistas tratam o bico de papagaio?

Especialistas que tratam pessoas com esporões ósseos incluem internistas, médicos de medicina de família, generalistas, reumatologistas, ortopedistas e especialistas em medicina física e reabilitação. Fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais também tratam pacientes com esporões ósseos para o convívio melhor com o problema.

Diagnóstico de bico de papagaio

Um médico provavelmente começará com uma história médica e exame físico. A história médica é uma série de perguntas sobre a condição de alguém e uma revisão de quaisquer outros problemas médicos. O exame físico incluirá o teste das articulações afetadas para determinar quanto movimento um indivíduo tem, quanta dor experimenta com o movimento e uma verificação da força muscular.

Com base nos resultados da história médica e física, um médico pode recomendar a obtenção de estudos de imagem para diagnosticar esporões ósseos. Isso geralmente começa com radiografias simples (raios X). Estes são tipicamente capazes de mostrar se os esporões ósseos se formaram e se a articulação está afetada. Se houver uma questão de possível ruptura de um tendão, como uma ruptura do manguito rotador, uma ressonância magnética pode ser solicitada. Uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada também pode ser solicitada na coluna vertebral para avaliar a possível compressão nervosa ou da medula espinhal.

Quais são as opções de tratamento para um esporão ósseo?

O tratamento para esporões ósseos depende dos sintomas que se tem. A dor é o sintoma mais comum e geralmente é tratada inicialmente com medicamentos. Medicamentos anti-inflamatórios são geralmente usados ​​primeiro. Estes ajudam tanto a aliviar a dor como a reduzir a inflamação causada pelos esporões ósseos.

Um médico também pode recomendar fisioterapia para ajudar nos sintomas do esporão ósseo. A fisioterapia não é capaz de remover esporões ósseos, mas pode ajudar com alguns dos sintomas relacionados a eles. Se a pessoa tem uma perda de movimento em uma articulação causada por esporões ósseos, a fisioterapia pode ajudar a fortalecer os músculos ao redor e aumentar o movimento nas articulações. Fisioterapia pode incluir gelo ou compressas frias, exercícios de alongamento, tratamentos de ultrassom ou massagem.

Em alguns casos, uma injeção de um esteroide como a cortisona na articulação pode ajudar a reduzir a dor das esporões ósseos. Essas injeções muitas vezes podem ser realizadas em um consultório médico, dependendo da articulação envolvida. Se os quadris ou a coluna estão envolvidos, as injeções geralmente são realizadas usando uma máquina de raios-X para ajudar a orientar a colocação da injeção.

Anti-inflamatórios podem ser usados ​​para tratar a dor. Um médico ou fisioterapeuta pode fornecer um paciente com exercícios de alongamento simples para realizar em casa. Outros remédios caseiros para esporões ósseos incluem a aplicação de gelo na articulação afetada.

Se os esporões ósseos afetam o pé ou o calcanhar, o médico pode recomendar compressas ou inserções especiais para os sapatos, chamadas órteses, para ajudar a tirar a pressão das esporões ósseos.

Quando a cirurgia é apropriada para os osteófitos?

Em alguns casos, se os sintomas não puderem ser controlados com um tratamento mais conservador, a cirurgia pode ser uma opção. O objetivo da cirurgia é remover os esporões ósseos para permitir uma articulação mais normal ou remover a pressão sobre os músculos, tendões, ligamentos ou nervos. A cirurgia pode simplesmente remover os esporões ósseos, mas em outros casos, a remoção pode ser parte de uma cirurgia maior, como uma cirurgia de substituição articular.

Se você continua a ter problemas devido ao bico de papagaio, faça um acompanhamento com um médico para uma avaliação mais aprofundada.

É possível evitar um esporão ósseo?

Esporões ósseos são geralmente o resultado de artrite, por isso não há maneira específica de preveni-los. Manter um estilo de vida ativo e estar fisicamente em forma pode ajudar a reduzir os sintomas relacionados a esporões ósseos. Manter um peso saudável reduz a carga nas articulações. Isso pode ajudar a prevenir a formação de esporões ósseos, especialmente nos joelhos.

Qual é o prognóstico do bico de papagaio?

O prognóstico para o tratamento de esporões ósseos é bom. Tem havido muitos avanços recentes em medicamentos para o tratamento de artrite e outras causas de esporões ósseos. Além disso, técnicas cirúrgicas mais recentes e menos invasivas permitem uma recuperação mais rápida e retornam às atividades normais.

Você tem ou conhece alguém que tenha bico de papagaio? Compartilhe conosco a experiência com essa doença e os meios que foram buscados para a cura ou alívio do problema.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)